quarta-feira, 31 de março de 2010

You got it

Foi a primeira música que ouvi, esta manhã: "You got it" de Roy Orbison. Sempre gostei desta música! Apesar de, na sua tradução à letra, poder ser entendida como uma piroseira romântica (como acontece com tantas músicas na sua versão original) ouço-a sempre como uma "injecção" de bom astral, que nos lembra que o pensamento positivo e a força de vontade são meio caminho andado para  a realização  dos nossos sonhos e desejos.

"Anything you want, you got it.
Anything you need, you got it.
Anything at all, you got it.
Baby!"

Claro que o AMOR (de que fala grande parte da canção) é a maior das forças motrizes da nossa vida. E que, quando amamos e somos amados, tudo tem uma outra luz e uma outra energia...

terça-feira, 30 de março de 2010

Cristo, da condenação à morte.

É já amanhã, dia 31 de Março, que o grupo de Teatro "O Nazareno" (Paróquia de Peniche) encena, mais uma vez,"Cristo, da condenação à morte".

O palco desta encenação será a Igreja de S. Pedro, pelas 22h00 desta Quarta-Feira da Semana Santa, e a peça retrata as últimas horas de Jesus Cristo, da sua passagem pelo Sinédrio à sua presença perante Pilatos, que o condenou à morte de Cruz.

O caminho até ao Calvário, com as personagens que com ele se cruzaram (Simão de Cirene, Verónica, as mulheres de Jerusalém...) e a morte no Lugar do Gólgota, são cenas que amanhã poderão reviver os que à noite quiserem estar na Igreja de S. Pedro.
A entrada é livre.

segunda-feira, 29 de março de 2010

...uma infância sem fim!

Para início de semana, este poema de Fernando Pessoa:

"Às vezes, em sonho triste
Nos meus desejos existe
Longinquamente um país
Onde ser feliz consiste
Apenas em ser feliz.


Vive-se como se nasce
Sem o querer nem saber.
Nessa ilusão de viver
O tempo morre e renasce
Sem que o sintamos correr.

O sentir e o desejar
São banidos dessa terra.
O amor não é amor
Nesse país por onde erra
No meu longínquo divagar.
 

Nem se sonha nem se vive:
é uma infância sem fim.
Parece que se revive
Tão suave é viver assim
Nesse impossível jardim."

sábado, 27 de março de 2010

Water Media Interaction

A partir de hoje, 48 jovens de quatro países juntam-se em Peniche, para um intercâmbio intitulado “Water Media Interaction”.

Numa organização da Associação Juvenil de Peniche, com o financiamento do Programa Juventude em Acção, e promovido com o apoio da Câmara Municipal de Peniche, ADEPE, Cercipeniche, Agrupamento de Escolas D. Luís de Ataíde e Península de Peniche Surf Club, Peniche Surf Camp e 102FM. o “ Water Media Interaction” é um intercâmbio multilateral que vai contar com a participação de 4 países (Itália, Espanha, Portugal e França), cada um representado por 10 jovens e 2 monitores, que vai decorrer em Peniche até dia 3 de Abril.

Este intercâmbio surge na sequência de um projecto europeu (Media for Inclusion) sobre a educação através dos media, do qual a AJP fez parte, e que decorreu em 2009. Dado o resultado muito positivo, os jovens portugueses participantes pretenderam dar continuidade a essa dinâmica europeia, apresentando uma candidatura ao Programa Juventude em Acção, para o acolhimento deste intercâmbio na Capital da ONdA.

Durante o intercâmbio, os jovens trabalharão a temática da água em quatro workshops (1. Fotografia Digital; 2. Filme de Animação; 3. Vídeo, captação de imagem e som; 4. Reportagem) e a apresentação final dos trabalhos está marcada para o próximo dia 1 de Abril, pelas 21h00, no Fórum da Parreirinha. Ficamos todos, desde já, convidados...

quinta-feira, 25 de março de 2010

Em todas as ruas te encontro...

Hoje, um pequeno poema de Mário Cesariny, um dos poetas mais lidos na passada noite de Sábado:

"Em todas as ruas te encontro
Em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto, tão perto, tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro
Em todas as ruas te perco."

quarta-feira, 24 de março de 2010

"As rendas de bilros vão à escola"

Hoje venho falar-vos de um projecto, que tem hoje um dos seus momentos altos, com a apresentação dos trabalhos das crianças nas respectivas escolas.
Trata-se do projecto "As rendas de bilros vão à escola" cujo objectivo é sensibilizar os mais novos para este nosso artesanato e, sobretudo, para a sua aprendizagem.
Tudo começou com a publicação de um livro intitulado "Uma simples história", no passado mês de Julho. Este livro, da autoria de Joaquim Meireles e Nuno Fragata, conta a história de uma menina que encontra, no sótão da avó, um bilro e os seus amigos (pique. almofada, banco, alfinetes...) e que, assim, inicia a aventura de fazer renda de bilros.
A partir desta história foi preparada uma acção de sensibilização junto de todas as crianças que frequentam o 1º ciclo no Concelho de Peniche:a  mim coube-me contar a história; à D. Ida Guilherme (sempre disponível com a sua sabedoria e gosto por estas coisas da nossa terra) coube fazer uma breve exposição sobre as rendas (sua origem, pontos-base, matérias-primas, utensílios e processo...) e apresentar a versatilidade deste artesanato ex-libris, mostrando alguns dos trabalhos que podemos fazer com ela; à Cristina Santos, Maria João e Ermelinda -rendilheiras-  demonstrar ao vivo e a cores como se faz a nossa renda. Nos últimos dias foram realizadas 25 sessões destas e esperemos que o resultado venha a ser um acréscimo no número de crianças interessadas em aprender a fazer renda de bilros.
No entretanto, sempre podem saber algo mais, de forma lúdica, com este livro de passatempos, que hoje receberam, e (porque não?) participar neste concurso...

quinta-feira, 18 de março de 2010

Poesia na Capela

Na senda da “Poesia na Garagem”, do Ciclo Estações de Poesia e de algumas outras iniciativas do género, promovidas no âmbito das acções de animação da leitura da Biblioteca Municipal de Peniche, inicia-se este mês de Março o projecto A poesia anda por aí…
A ideia é levar a poesia a espaços não convencionais e, potencialmente, a públicos diferentes dos habituais, de forma a familiarizar mais pessoas com este género literário. De facto, num país de poetas, como é o nosso, este é um caminho a desbravar…
A primeira sessão deste projecto terá lugar já no próximo dia 20 de Março - véspera do Dia Mundial da Poesia - pelas 21h30, na Capela de Santa Bárbara, sita na Fortaleza de Peniche. Apareçam!
(Fonte: Gabinete de Apoio ao Presidente da Câmara Municipal de Peniche)

segunda-feira, 15 de março de 2010

Coisas que não há que há...

Para início de semana, este poema de MANUEL ANTÓNIO PINA: "Coisas que não há que há..."


Uma coisa que me põe triste
é que não exista o que não existe.
(Se é que não existe, e isto é que existe!)
Há tantas coisas bonitas que não há:
coisas que não há, gente que não há,
bichos que já houve e já não há,
livros por ler, coisas por ver,
feitos desfeitos, outros feitos por fazer,
pessoas tão boas ainda por nascer
e outras que morreram há tanto tempo!
Tantas lembranças de que não me lembro,
sítios que não sei, invenções que não invento,
gente de vidro e de vento,
países por achar,
paisagens, plantas, jardins de ar,
tudo o que eu nem posso imaginar
porque se o imaginasse já existia
embora num sítio onde só eu ia...

domingo, 14 de março de 2010

Raúl Solnado

Amanhã, dia 15, o Município de Peniche inicia um conjunto de eventos que pretendem homenagear o actor Raúl Solnado, recentemente falecido.
As iniciativas decorrerão durante o mês de Março, mês habitualmente dedicado ao Teatro e, já amanhã teremos:
-às 17:00: Cerimónia de atribuição de nome de rua em memória de Raúl Solnado  (Local: Estrada Marginal Norte, junto ao antigo convento)
- às 21:00, no Auditório do Edifício Cultural: Conversas soltas sobre Raúl Solnado (moderador Vítor de Sousa) seguida da abertura da Exposição "Raúl Solnado - Podió chamá-lo", que incluirá rábula sobre Raúl Solnado protagonizada por José Raposo (na Sala de Exposições do Edifício Cultural).


Para saber mais sobre estas iniciativas, clique aqui.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Mandela


“Aprendi que a coragem não é a ausência do medo, mas sim o triunfo sobre ele.”  

Hoje destaco esta frase de Nelson Mandela. E a propósito do seu autor, deixo esta sugestão cinematográfica.
Confesso que ainda não o vi, mas tem-me sido recomendado. E está em exibição nos cinemas mais próximos...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Cinema e mulheres

Tal como antecipei no post anterior, este fim-de-semana fui ao cinema ver "Amar é complicado" e "Alice no país das maravilhas". Gostei de ambos, por motivos naturalmente diferentes. Se, em "Alice", é a parte visual, fotográfica e fantástica do filme que atrai, em "Amar..." é a simplicidade do dia-a-dia, na sua complexa teia de relações e sentimentos, que faz um filme com momentos hilariantes e outros mais banais.
Entretanto, esta foi também a madrugada dos grandes prémios do cinema. E há algumas surpresas a registar, nomeadamente a escolha de uma mulher como melhor realizador(a).  Kathryn Bigelow fica assim para a história, como a primeira mulher a receber o óscar nesta categoria, facto que assinalo com particular alegria neste Dia Internacional da Mulher...
Para saber mais, acerca dos oscarizados, vá por aqui.

sexta-feira, 5 de março de 2010

Alice ou o amor...

Com um fim-de-semana cinzento como este, o que está a dar é ir pôr a lista de filmes a ver em dia! Talvez vá ver este ou este...ou até, quem sabe, os dois. Uma maratona cinematográfica, não me parece mal!
Bom fim-de-semana para todos...

quinta-feira, 4 de março de 2010

DMF

De um escritor e poeta que muito aprecio, David Mourão-Ferreira,  este Paraíso:

"Deixa ficar comigo a madrugada,
para que a luz do Sol me não constranja.
Numa taça de sombra estilhaçada,
deita sumo de lua e de laranja.

Arranja uma pianola, um disco, um posto,
onde eu ouça o estertor de uma gaivota...
Crepite, em derredor, o mar de Agosto...
E o outro cheiro, o teu, à minha volta!


Depois, podes partir. Só te aconselho
que acendas, para tudo ser perfeito,
à cabeceira a luz do teu joelho,
entre os lençóis o lume do teu peito...

Podes partir. De nada mais preciso
para a minha ilusão do Paraíso."

quarta-feira, 3 de março de 2010

Os homens...

Para reflectir hoje, esta resposta do Dalai Lama à pergunta "O que mais o surpreende na humanidade?"...

"Os homens... Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde!
Por pensarem ansiosamente no futuro e esquecerem o presente, de tal maneira, que acabam por não viver nem o presente nem o futuro.
Vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido."

terça-feira, 2 de março de 2010

"Sem rede"

Foi ontem inaugurada no Museu Colecção Berardo, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa a exposição“«Sem rede», que reúne mais de 40 obras realizadas nos últimos 15 anos por Joana Vasconcelos.


Confesso que sou fã dos trabalhos desta artista plástica portuguesa pela cor, dimensão e criatividade dos seus trabalhos, nomeadamente no que às matérias primas utilizadas diz respeito.
A exposição estará patente até ao dia 18 de Maio e eu faço conta de lá passar ;)
Quem não conhece os trabalhos da artista pode ver alguns aqui.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Conselhos de poeta


No início de mais uma semana e de um mês "novinho em folha", aqui ficam estes conselhos de poeta:

"... Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,
mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!"
(Fernando Pessoa)