segunda-feira, 26 de junho de 2017

Há músicas (muito) boas de ouvir! LXVIII

As colaborações entre artistas portugueses têm-se multiplicado...felizmente, para todos nós! A música portuguesa está de boa saúde nos seus vários géneros e este LIVRE que junta Mariza a Mastiksoul é um bom exemplo disso...

quinta-feira, 22 de junho de 2017

"Sabemos..."

“Sabemos que o tempo passou

Que alguma coisa deveria ter sido dita

(talvez depois, talvez mais tarde)

Deixamos atrás de nós

Uma sequência desconexa de gestos irreparáveis

E, feridos,

Por todas as coisas

que poderíamos ter evitado a nós próprios

Caminhamos para o silêncio

E para a escuridão indefinível dos bosques.”


Luís Falcão 
(N.05.11.1975 - F.22.06.2015)


quarta-feira, 21 de junho de 2017

Fados na Academia

É já no próximo domingo, 25 de junho, que a Academia de Música Stella Maris promove mais uma Grande Noite de Fados no seu espaço.
A noite contará com a animação de dez dos fadistas da Secção de Fado da Academia e também com uns comes&bebes em jeito de petisco. 

As reservas - no valor de 7 fados por pessoa- já podem ser feitas: na Secretaria Paroquial, na própria Academia, pelo telefone 965108253 ou pelo e-mail geral@academiastellamaris.pt

A receita obtida será para adquirir instrumentos para uma nova modalidade que a Academia terá para o próximo ano letivo: as crianças  dos 5 aos 9 anos terão oportunidade de nos primeiros três meses (de outubro a dezembro) experimentarem seis instrumentos diferentes para escolherem aquele que, a partir de janeiro, querem realmente aprender.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

(...)

No domingo de manhã ao ler em rodapé "57 mortos e 59 feridos" o meu primeiro pensamento foi "Mais um atentado!". 
Só depois me apercebi que desta feita a arma era um fogo impiedoso que lavrava no meu país, no distrito em que habito! Habituados que estamos aos fogos que chegam com o calor, não estamos de todos habituados a que ceifem vidas desta forma! E foi esse o choque inicial...


Depois de tudo o que se disse (e diz) pouco há a acrescentar. A verdade é que ninguém deve(rá) ficar indiferente ao que se passa no centro do nosso país...por tudo aquilo que o fogo levou para sempre, de casas a árvores, de memórias a locais...e, sobretudo, pelas vidas perdidas.

Não importa para já saber de quem é a culpa (talvez um pouco de todos nós)...embora importe sempre refletir sobre o que na nossa vida comum mudou, naquilo que em sociedade se alterou nas últimas décadas e que, apesar de um suposto progresso, sabemos agora ser um retrocesso...e perceber até que ponto podemos reverter ocupações do território, comportamentos e modos de vida, para um futuro mais ecológico e sustentável para todos, quer vivamos no litoral ou no interior, em zona urbana ou rural, em Portugal ou noutro local do globo.

A verdade é que estes acontecimentos têm sempre o condão de nos fazer pensar e sentir para além daquilo que nos permitimos no dia-a-dia corrido que vivemos. 
Se, aparentemente, nada de bom trazem consigo, levam-nos a valorizar o que temos e a partilhar com quem mais precisa porque -humanos que somos- acabamos inevitavelmente a identificarmo-nos com quem sofre...
"E se fosse eu?" - é a pergunta que inevitavelmente fazemos.

Felizmente (desta vez) não fomos nós, mas foram outros como nós: com as suas famílias, com as suas casas, com os seus trabalhos, com os seus lugares e bens de uma vida!

Porventura, poderia este texto dissertar ainda sobre a cobertura mediática que é feita por estes dias. Bem sabemos que grande parte das vezes as perguntas são descabidas, os limites éticos ultrapassados, a dignidade de mortos e sobreviventes posta em causa. Também haverá, é certo, muitos jornalistas a fazer um bom trabalho dentro daquilo que lhes é possível. E exemplo disso é este artigo do Público, que resume o que já foi feito, e o que cada um de nós pode ainda fazer, para ajudar as vítimas desta tragédia e quem, no terreno, a tenta mitigar
Localmente, também o Quartel dos Bombeiros Voluntários de Peniche está a rececionar bens (águas, águas com gás, fruta, barras energéticas, bolachas, enlatados, roupas...)

Naturalmente, aos Bombeiros e a todos os que trabalham incansavelmente para diminuir o sofrimento de outros tantos, aqui fica um Bem-haja! pela coragem e pela forma como dão (verdadeiramente) de si!


Nunca conseguiremos agradecer suficientemente o bem que fazem, tantas vezes com prejuízo da própria vida...


Poesia no Bairro...

É já na próxima Sexta-feira, 23 de junho, que o Bairro Luís de Camões 
acolherá "A poesia anda por aí..."

Luís de Camões e Fernando Pessoa serão os "convidados especiais" desta noite, que decorrerá no espírito popular, próprio das festas juninas. 

Às 21h30, o encontro está marcado junto à fogueira, no Polidesportivo Ilídio de Abreu.

Saibam mais aqui

sábado, 17 de junho de 2017

Hoje


Mais uma audição dos alunos da Academia de Música Stella Maris. 
Hoje, às 17h00, na Igreja da Misericórdia é a vez do piano...

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Este sábado...





Às 16h00, na Fortaleza de Peniche será apresentado o livro "Forte de Peniche, Memória, Resistência e Luta"
editado pela URAP. Saibam mais aqui.




Às 21h30 é hora do Estúdio 

Este ano será no Pavilhão Polivalente e estamos todos convidados  a assistir. 

BOM FIM DE SEMANA 
PARA TODOS!

terça-feira, 13 de junho de 2017

Santo António

E porque é dia de Santo António, Santo Português, Santo Popular e Doutor da Igreja, não podia deixar de assinalar a data. 
Por isso deixo-vos o link para um artigo do Observador para que fiquem a saber (quase) tudo o que precisam de saber sobre Santo António.

Digo quase tudo porque tudo era impossível e também porque há dois aspetos que não são referenciados: o facto de Santo António ser um dos Padroeiro dos Acólitos (e, em particular, da Associação de Acólitos de Peniche, a que pertenci grande parte da minha vida);
e ainda a sua capacidade de intercessão quando falamos de objetos perdidos (ou até da fé perdida), bastando que para tal seja rezado com fé o Responso a Santo António. Para que percebam melhor o que vos digo e fiquem a conhecer as orações de que falo, leiam este artigo

Santo António de Lisboa, rogai por nós!

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Amanhã, sábado ...



...é também Feriado Nacional. 
Celebra-se Portugal,
 Luís de Camões 
e todas as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo.


Aqui no burgo, às 11h00, na Fortaleza de Peniche, inaugura a Exposição fotográfica "Peniche - Antes e Depois". Estará patente até 2 de julho.

Às 15h00, há Triatlo...prova histórica na nossa terra!

BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS!